Voice Care

Consultorias e Treinamentos em Comunicação

O poder de um Pitch Elevator eficiente — 13/10/2014

O poder de um Pitch Elevator eficiente

200487893-001

Você já ouviu falar em elevator pitch?

Traduzindo para o português, elevator, elevador e pitch, trata-se de uma abordagem de vendas, ou seja, a expressão ilustra um encontro casual com alguém importante que você nunca teve oportunidade de conversar, e agora tem um curto espaço de tempo (em média 30 segundos a 2 minutos) para vender uma ideia, trocar um cartão e deixar uma boa primeira impressão.

Em muitas situações, as conversas rápidas de elevador podem ser oportunidades de falar à respeito da atuação profissional, e assim como o ditado diz: “quem é visto, é lembrado”, esta pode ser uma chance de fazer novos negócios.

Parece simples, mas para muitas pessoas, é um desafio falar à respeito do seu dia a dia profissional em 1 minuto, e para isto, a mensagem deve ser objetiva, clara, estruturada e dita com entusiasmo.

Desafio Voice Care:

Faça o teste!

Prepare o cronômetro e o gravador e diga em 1 minuto sua principal atuação profissional.

Ficou claro? Interessante?

Você ficaria interessado em fechar uma parceria com essa pessoa?

Um forte abraço e até o próximo artigo, em que apresentarei dicas para criar um elevator pitch eficiente.

Fernanda de Morais

Coach de Performance Comunicativa

Fonoaudióloga e Palestrante

Saiba mais sobre nossos cursos, palestras e workshops em:

www.voicecare.com.br

voicecare@voicecare.com.br

Anúncios
Muito além das palavras — 07/10/2014

Muito além das palavras

BLOG4

Você já reparou que sempre que falamos com alguém ficamos com uma imagem da pessoa, que pode ser agradável ou desagradável?

Algumas pessoas nos encantam com o seu discurso e com a forma como aborda o assunto, e já outras, sentimos no mesmo instante que o “papo” não vai durar muito tempo.

Sempre que conversamos, dois diálogos acontecem: um é baseado nas palavras, e o outro no tom de voz. Algumas vezes os dois combinam, mas muitas vezes não.

Quando você pergunta a uma pessoa: “como está?” e recebe e a resposta “bem!”, normalmente você não se baseia na palavra “bem” para saber como ela se sente. Você ouve o tom de voz para saber se a pessoa está realmente bem, ou se está triste, preocupada,… ou sentindo qualquer outra emoção.

As entrelinhas revelam e muito o sentido real da mensagem.

Para treinar esta habilidade, que também é uma técnica para negociação, vendas e persuasão, apresento três dicas:

  • Escolha um momento para se concentrar na voz, e não nas palavras – observando mais que falando.
  • Compare a voz com a linguagem corporal e com as palavras da pessoa e note se combinam.
  • Grave a sua voz em uma conversa e observe que impressões você transmitiu.

Um bom comunicador é atento aos sinais mínimos que são ditos pelo outro e por si mesmo.

Um forte abraço e até o próximo artigo.

Fernanda de Morais

Coach de Performance Comunicativa

Fonoaudióloga e Palestrante

Saiba mais sobre nossos cursos, palestras e workshops em:

www.voicecare.com.br

voicecare@voicecare.com.br

Vencedor do Campeonato Mundial de Apresentações em Público Toastmasters 2014 — 02/10/2014

Vencedor do Campeonato Mundial de Apresentações em Público Toastmasters 2014

blog3

Dananjaya Hettiarachchi supera 30.000 participantes para ganhar o maior concurso de oratória do mundo

Com um discurso bem-humorado intitulado “Eu vejo algo”, Dananjaya Hettiarachchi, do Sri Lanka, venceu o Campeonato Mundial Toastmasters de Apresentações em Público no dia 23 de agosto.

Juntamente com outros oito finalistas, atingiu o último nível do campeonato, depois de várias etapas eliminatórias, há seis meses, com 30.000 participantes de 126 países.

“Você sempre acha que esse momento nunca vai chegar”, disse o vencedor, que participava do concurso há 10 anos, chegando às semifinais quatro vezes até finalmente, trazer para casa o troféu do Campeonato Mundial.

Seu discurso foi uma narrativa pessoal e divertida sobre um adolescente rebelde (ele mesmo), cuja vida foi modificada pelos mentores que se interessaram por ele, dizendo: “Eu vejo algo em você … mas eu não sei o que é.”

“Às vezes você tem que ser perdido para ser encontrado”, disse Hettiarachchi, que agora é um consultor de sucesso, treinador de apresentações e da área de RH, em todo o Sudeste Asiático.

Equipe Voice Care Treinamentos e Palestras

http://www.voicecare.com.br

voicecare@voicecare.com.br